Imagem de um botão de agendamento
Imagem de topo

A visão é o principal sentido com o qual interagimos com o mundo. Por meio dela, realizamos as nossas principais vivências e constituímos nossas memórias.

Por isso é tão importante o cuidado com a saúde ocular, fundamental para nossas tarefas mais básicas e para a maneira como vivenciamos os melhores momentos da vida.

Consulte um oftalmologista regularmente.

UM OLHAR SOBRE A SAÚDE OCULAR DO BRASILEIRO

Estar bem informado é o primeiro passo para combater a cegueira e os problemas oculares. E no mês mundial da visão, divulgamos alguns dados sobre a saúde ocular dos brasileiros, no intuito de mostrar que os problemas podem atingir pessoas de todas as classes e idades, principalmente quando os cuidados são deixados de lado.

Veja a seguir =)

Foto de uma menina sorrindo
Imagem de uma bola escrito 34%

dos brasileiros nunca foram ao oftalmologista1

Imagem de um olho
Imagem de um olho com cegueira
Imagem de um texto
Imagem de um texto

1Revista Veja, 2019 2IBGE, 2019 3ONU

Imagem de um texto

QUANDO O ASSUNTO É SAÚDE OCULAR, CADA FASE DA VIDA PEDE UM CUIDADO ESPECIAL

E a Opty se faz presente em todas elas. Saiba o que deve ser feito em cada uma e, em caso de dúvidas, consulte seu oftalmologista.

Imagem de uma menina fazendo exame de vista

ANTES DE NASCER

Desde o pré-natal, já é importante cuidar da visão do bebê. Uma infecção materna por rubéola ou toxoplasmose pode causar cegueira, por isso o acompanhamento nessa fase é fundamental.

AO NASCER

O teste do olhinho deve ser feito ainda na maternidade e um exame oftalmológico é recomendado nos primeiros seis meses de vida. Caso a criança apresente lacrimejamento excessivo, olhos anormalmente grandes, muita dificuldade na claridade ou mancha branca na pupila, a ida ao oftalmologista deve ser imediata.

DURANTE A INFÂNCIA

A visão alcança a maturidade por volta dos 6 aos 8 anos de idade. Com o início da vida escolar, problemas refrativos como miopia, astigmatismo e hipermetropia podem prejudicar o aprendizado. Um grave problema é a ambliopia, ou “olho preguiçoso”, no qual a visão não se desenvolve plenamente em um dos olhos. Com o tempo, o cérebro ignora as imagens desse olho “fraco”, de tal forma que a visão pode ficar muito prejudicada.

ASSISTA AQUI A UM VÍDEO SOBRE A IMPORTÂNCIA DO SAÚDE OCULAR NA INFÂNCIA

NA ADOLESCÊNCIA

Além de problemas refrativos (miopia, astigmatismo e hipermetropia), entre os 13 e 20 anos as pessoas estão sujeitas ao aparecimento de ceratocone, que provoca irregularidade da córnea, às vezes acompanhada pelo hábito de coçar excessivamente os olhos. Apesar de não ter cura, os tratamentos disponíveis podem melhorar a visão, estabilizando o problema e reduzindo a deformidade da córnea.

NA VIDA ADULTA

Vista cansada, coceira nos olhos, dificuldade para focalizar imagens e lacrimejamento são as queixas mais comuns em adultos que procuram atendimento oftalmológico. Além da presbiopia (ou vista cansada), outros problemas mais frequentes a partir dos 40 anos são: catarata, glaucoma e retinopatia diabética. Todas muito perigosas e, às vezes, com sintomas silenciosos. Por isso é sempre importante se consultar com rotina, anualmente, ou no período indicado pelo seu oftalmologista.

APÓS OS 65 ANOS

Conforme o avanço da idade, as chances de desenvolver doenças oculares graves também é maior. É o que acontece com o Glaucoma, principal causa de cegueira irreversível no mundo, ou com a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI), que pode causar danos irreversíveis à visão central. Por esse motivo, as consultas de rotina são ainda mais importantes e devem ser mais frequentes nessa idade, para que o diagnóstico precoce possa ajudar a controlar alguns efeitos da doença.

Imagem de um texto

IMPORTANTE

A saúde ocular deve ser acompanhada por um oftalmologista. Os exames realizados pelos médicos especialistas são fundamentais para identificarmos problemas importantes.